Como escolher o melhor e mais barato seguro no Brasil?

Após a compra de um automóvel, é imprescindível a contratação de um seguro para o seu veículo. Mas, antes de assinar o contrato, é necessário se atentar para alguns fatores que podem acrescentar gastos ou gerar economia, como os hábitos de utilização do carro assegurado e coberturas extras.

Por exemplo: Se o veículo é zero quilômetro, não há necessidade de se contratar assistências em paralelo, pois a própria concessionária fornece essa garantia por alguns anos após a compra.

Há outros fatores importantes que são analisados pelas seguradoras. Alguns carros utilitários estão entre os mais roubados do país, como o Volkswagen Gol e o Fiat Uno, cujas peças são muito comercializadas no mercado negro, além de veículos antigos e que já saíram de linha, devido ao alto custo de reparo ou falta de peças para reposição, são exemplos de seguros caros e por vezes até inviáveis.

Por isso, é necessário fazer uma boa pesquisa e análise de relação custo e benefício tanto do automóvel quanto do seguro para economizar e evitar dor de cabeça.

Listamos aqui, algumas dicas para ajudar os consumidores na escolha de uma seguradora adequada para seu automóvel, assim como reduzir seu valor:

 

1 – Antes de escolher seu carro, faça uma simulação de seguros

Esta consulta pode evitar problemas, pois indica quais os veículos são menos visados para roubos, os que são mais baratos e quais geram enormes gastos em manutenção. Com essas informações, você pode analisar quais carros apresentam mais riscos, e portanto terão apólices mais caras.

O site Economize no Seguro, é uma excelente opção ferramenta de pesquisa.

2 – Um bom corretor de seguros

Um corretor de qualidade é aquele que fornece um seguro de acordo com as pretensões do cliente, gerando economia e bônus, no correto preenchimento do formulário. Ele acompanha seu segurado durante toda a vigência contratual e caso ocorra sinistro, seu papel se torna ainda mais essencial pois se torna o representante do cliente junto à seguradora. É importante pesquisar seu número de registro junto à Susep.

3 – Pesquise e faça cotações em várias seguradoras

Algumas corretoras online permitem simular preços em várias seguradoras, sem nenhuma cobrança.

Essa pesquisa é determinante porque pode haver uma grande variação de valores do seguro de um mesmo modelo, de acordo com a empresa.

4 – Faça a contratação do que realmente é necessário

Verifique suas necessidades diárias e se a cobertura e/ou serviços atrelados estão dentro deste atendimento. Exemplo: Se e trabalha e mora perto do metrô, então não há tanta utilização do carro, podendo assim, reduzir algumas coberturas extras. Mas se a utilização do veículo é excessiva, o contrário se faz necessário.

5 – Verifique o valor da franquia

Quanto menor o preço da apólice, menor será o valor da franquia. Porém, antes de escolher pela franquia mais alta é bom lembrar que o segurado arca com todas as despesas com custos menores que os valores descritos em contrato. Por isso, é imprescindível uma boa análise antes de determinar o valor a ser destinado à franquia.

6 – Evite estacionar nas ruas e utilize dispositivos de segurança:

Essa é uma boa dica para quem quer economizar, pois a maioria das seguradoras oferece descontos para veículos que não ficam expostos na rua e/ou possuem algum tipo de alarme, rastreador, bloqueador e outros dispositivos antifurto.

7 – Cobertura de Responsabilidade Civil Facultativa

O seguro serve não só para proteger seu bem, como para arcar com prejuízos causados a terceiros. Por essa razão, é recomendado que os consumidores ampliem na apólice essa cobertura, que incluem danos materiais e corporais a terceiros. O acréscimo pode ser pequeno quando se analisa um eventual acidente com veículos caros ou com vítimas, além de evitar processos com altas indenizações que não serão cobertas pela seguradora.

8 – Atualização de informações

É extremamente importante manter seu corretor de seguros sempre atualizado de quaisquer mudanças de informações relacionadas ao seu veículo. E assim, como ao preencher o questionário corretamente pode render descontos, atualizar informações ao renovar também.

Por exemplo: um segurado pagava um valor a mais na apólice por não ter estacionamento em seu local de trabalho, porém mudou de emprego e agora tem, por isso com certeza conseguirá um desconto em seu seguro. Mas também é necessário informar ao corretor eventuais mudanças que possam vir a encarecer o seguro, evitando que a seguradora negue a indenização ao cliente em caso de sinistro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *